Burnout no home office: entenda como trabalhar de casa pode contribuir para o esgotamento

Roupas confortáveis o dia todo, nada de perder tempo indo para o trabalho e ainda ter a liberdade de lavar a roupa enquanto finaliza um relatório. Ahhhhh as maravilhas do home office. Esse modelo de trabalho que começou sendo uma exceção para as empresas, hoje está se transformando em uma realidade para muitos profissionais. E agora que mais pessoas estão testando trabalhar de casa, os “efeitos colaterais” também estão mais visíveis. Segundo uma pesquisa realizada pela plataforma de recrutamento Monster, 69% dos trabalhadores americanos que migraram para o trabalho em casa experimentaram sintomas de burnout no home office e isso está afetando não apenas os trabalhadores, como também as empresas. 

O que é o burnout?

A síndrome do burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, se manifesta através da exaustão e da redução da eficácia profissional. Como cada pessoa responde de forma diferente ao estresse de se sentir sobrecarregada com o trabalho, o burnout não possui os mesmos sintomas para todas as pessoas. Em muitos casos ele até se confunde com a depressão. 

 

Para quem acredita que o burnout é apenas um grande cansaço, está bastante enganado. A síndrome afeta a nossa saúde física e mental como um todo, gerando problemas como pressão alta, doenças cardíacas, enfraquecimento do sistema imune, ansiedade, dificuldade de se concentrar, dores de cabeça e até insônia. 

 

Quando um profissional está trabalhando de forma excessiva e começa experimentar durante vários dias sensações como falta de energia, desesperança, impaciência, solidão, tristeza e falta de empatia, está na hora de prestar a atenção. Ao perceber sinais de alerta, é fundamental buscar ajuda psicológica e médica e buscar mudanças na rotina a fim de estabelecer mais equilíbrio na vida profissional e também pessoal.

Burnout no home office: por que trabalhar em casa favorece o esgotamento?

O home office certamente tem suas vantagens. Porém, ele também tem seu lado negativo. Como os limites entre a vida pessoal e profissional ficam bastante estreitos, a rotina acaba sendo prejudicada e a casa deixa de ser um espaço destinado ao descanso e ao lazer. 

 

Quando as fronteiras entre o trabalho e a vida pessoal não são bem definidas, a verdade é que ele acaba ocupando muito mais espaço em nossas vidas. Como resultado, se desligar do trabalho e relaxar fica cada vez mais difícil. O descanso é algo fundamental para a nossa saúde física e mental. Por isso, quando não priorizamos os momentos de relaxamento e lazer da mesma forma como trabalhamos, criamos uma situação de total desequilíbrio que nos afeta como um todo. 

 

Naturalmente, a pandemia trouxe mais alguns fatores estressantes que contribuíram para uma epidemia de burnout no home office. O isolamento, as incertezas e o estresse financeiro causado pelo medo de perder o emprego, contribuíram bastante para esse cenário. Porém, eles não são os únicos. Profissionais que não sabem como criar limites para o trabalho e não buscam alternativas para isso, cedo ou tarde, acabam experimentando o burnout no home office. 

Como evitar o burnout no home office

Existem uma série de medidas práticas que todo profissional pode adotar para evitar o burnout no home office. A primeira delas é, sem dúvida, colocar limite de tempo para o trabalho. 

 

A maioria dos profissionais que começa a trabalhar no home office rapidamente se encanta com a flexibilidade de horários. Porém, se não houver o mínimo de disciplina para cumprir com as tarefas diárias, a procrastinação e o estresse acabam tomando conta da rotina. É fundamental reservar na agenda um horário para começar as atividades do trabalho e outro para terminar. Mesmo que você não consiga cumprir totalmente a sua lista, é melhor negociar prazos do que abrir mão de horas de sono e de descanso. Especialmente no longo prazo, ter esse tipo de comprometimento com as horas de trabalho faz toda a diferença. 

 

Ter um espaço reservado para o trabalho e se vestir para ele também são boas dicas. Afinal, isso nos ajuda a preparar o nosso cérebro para executar nossas tarefas e separá-las dos momentos de descanso. 

 

Variar o home office também é uma boa alternativa. Investir em um espaço de coworking, por exemplo, é uma forma de separar bem a vida pessoal e profissional, sem ter que abrir mão do contato pessoal. A vantagem de estar nesse tipo de ambiente é que você acaba sendo motivado por outras pessoas que também estão ali para executar as tarefas profissionais, além de ter uma boa oportunidade para ampliar o networking. 

As empresas e o burnout no home office

Com a pandemia, inúmeras empresas acabaram abrindo mão do espaço físico e investiram completamente no modelo de trabalho home office. Porém, agora, muitas estão experimentando uma queda de produtividade e lidando com diversos casos de colaboradores com burnout no home office. 

 

Para muitas empresas dar um passo para trás, ou seja, alugar um novo espaço e investir em mobiliário pode representar um altíssimo custo. Uma boa alternativa, portanto, é investir em um espaço de coworking. Para as empresas, a vantagem é que esses espaços contam com flexibilidade. Assim, não é preciso tirar todos os colaboradores do home office, por exemplo. Adotar um sistema de trabalho híbrido com escalas de rotatividade em um espaço de coworking pode ser uma ótima opção.

 

Como mencionamos anteriormente, o que encanta muitos profissionais no home office é justamente a flexibilidade. Por isso, ter a opção de trabalhar em um local diferente, alguns dias da semana, costuma agradar muitos funcionários e beneficiar a produtividade como um todo. 

 

Sim, o home office tem inúmeras vantagens. Porém, também tem seus efeitos colaterais. Cada dia mais, empresas e colaboradores estão se dando conta de que ter um espaço dedicado e limites entre a vida pessoal e profissional é algo saudável e essencial para o nosso equilíbrio físico e mental, além de claro, para a nossa qualidade de vida. 

 

Você já conhecia sobre o burnout no home office? Busca uma alternativa de espaço para trabalhar? Conheça os nossos planos para profissionais e empresas!  

 

 

Palavra-chave burnout no trabalho 
Pesquisa de palavra-chave https://app.neilpatel.com/br/ubersuggest/overview?lang=pt&locId=2076&keyword=burnout+no+trabalho
Sugestão de imagem https://www.pexels.com/photo/close-up-shot-of-scrabble-tiles-on-a-white-surface-6230965/
SEO
Meta descrição Burnout no home office se tornou comum, especialmente durante a pandemia. Entenda como variar o ambiente de trabalho em um coworking pode ajudar a evitá-lo. 
Chamada para as redes sociais 1 O home office tem seus encantos, mas também seus perigos. Veja trabalhar em casa pode favorecer o burnout e como evitar isso. 
Chamada para as redes sociais 2 Buscar locais alternativos para o trabalho como um coworking pode ser uma ótima opção para ter mais qualidade de vida. Saiba mais! 
Recentes
Categorias
Post Recente
Precisa de um serviço?

O melhor espaço para a imaginação, para a criatividade e para o trabalho no ABC.

Links Úteis

Newsletter

Assine à nossa Newsletter para ficar por dentro de tudo que rola na Hausen.

Copyright © hausen coworking 2022  Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BUSINESS 6V.