Como utilizar o wi-fi de forma segura no coworking

Embora seja conveniente usar redes Wi-Fi abertas ou hotspots, isso pode representar riscos para a sua segurança. A maioria das pessoas ainda acredita que os ciberataques são eventos raros e distantes da sua realidade. Contudo, não é isso o que os números mostram. Segundo um estudo realizado na Universidade de Maryland, nos EUA, um ciberataque acontece a cada 39 segundos, totalizando 2.200 ataques por dia!

Devido à falta de informação da maioria das pessoas somada a sistemas com alta fragilidade na segurança, hackers são conhecidos por invadir redes abertas e furtar dados de usuários desavisados. Mesmo que a rede esteja protegida, ainda pode haver uma chance de que seus dados pessoais ou mesmo do seu negócio sejam invadidos. Ao utilizar espaços públicos ou aqueles que a internet é compartilhada, como é o caso dos coworkings, é fundamental avaliar alguns aspectos do espaço relacionados com a segurança, além de tomar alguns cuidados.

Para garantir a segurança dos seus dados e evitar invasões a informações importantes para você e para o seu negócio, preparamos um post completo! Confira!

Segurança e redes de wi-fi em coworkings

Embora as redes comunitárias sejam mais frágeis em termos de segurança, isso não quer dizer que o wifi dos coworkings são todos iguais. Antes de escolher o seu espaço para trabalhar, avalie se ele se preocupa com a segurança da informação e tome as medidas necessárias para que os coworkers estejam protegidos.

Separar a rede de visitantes da rede de usuários, por exemplo, é uma medida simples, mas que ajuda bastante na hora de prevenir problemas relacionados com a segurança da informação. Outro diferencial de um espaço de coworking é disponibilizar redes privativas para empresas que alugam de forma permanente o espaço.

Hoje nem todos os coworkings se preocupam com a segurança da informação e garantem a proteção dos profissionais e empresas que frequentam o espaço. Com a popularização dos negócios digitais e cada vez mais pessoas trabalhando de forma online, ter esse tipo de cuidado é essencial.

Usando redes de wi-fi públicas com segurança

Além de observar os cuidados que o espaço de coworking tem com a segurança da informação, tomar algumas medidas também garantem que os seus dados fiquem mais seguros. Algumas delas são:

1. Considere o uso de VPN

VPN, é a abreviação de “virtual private network” ou “rede privada virtual”. Trata-se de um aplicativo que criptografa todo o tráfego entre seu dispositivo e a Internet, dificultando a interceptação de outras pessoas em sua atividade e criando uma plataforma de comunicação segura. Existem diversos serviços online de VPN hoje. Para utilizá-los, basta configurar uma conexão VPN em seu smartphone, tablet ou laptop antes de se conectar a um ponto de acesso Wi-Fi. Dessa forma, mesmo que alguém invada a rede Wi-Fi, não poderá acessar informações confidenciais, como senhas ou números de cartão de crédito.

Existem muitos tipos diferentes de serviços VPN disponíveis, incluindo aqueles oferecidos por grandes empresas de tecnologia. Alguns serviços de VPN custam caro, enquanto outros são gratuitos. Experimente testar diferentes aplicativos e serviços para saber qual funciona melhor para você.

2. Acesse apenas sites seguros

Se você planeja usar uma rede Wi-Fi pública de uma biblioteca, aeroporto ou restaurante, certifique-se de acessar sites seguros. Preste atenção a qualquer sinal de aviso que aparece ao lado da barra de URL. Isso é especialmente importante se você estiver visitando um site que requer registro. Se notar algum comportamento suspeito, feche imediatamente a página e não a abra novamente. 

3. Tenha cuidado ao se conectar a uma rede

Ao usar o Wi-Fi público, sempre verifique se você está conectado à rede correta. Muitas pessoas assumem que só porque podem ver uma rede Wi-Fi aberta, ela deve ser segura. No entanto, é possível que a rede não seja realmente o que afirma ser. Os hackers geralmente configuram redes Wi-Fi falsas em áreas públicas, como cafeterias por exemplo, para enganar indivíduos desavisados ​​e fornecer suas credenciais de login.

Para evitar ser hackeado, fale com a equipe do estabelecimento para garantir que você esteja conectado à rede Wi-Fi correta. Além disso, lembre-se de que, embora a maioria das redes Wi-Fi públicas exijam um nome de usuário e senha, algumas não. Certifique-se de inserir apenas as informações necessárias para a rede específica à qual deseja se conectar.

4. Tente limitar o número de lugares aos quais você se conecta 

Quanto mais redes Wi-Fi públicas você se conectar, maior o risco de ser hackeado. Isso significa que, se você deseja começar a trabalhar em espaços de coworking, é melhor manter-se em um local fixo ou limitar os espaços que você frequenta. Ao escolher o espaço de coworking perfeito para você, é recomendável continuar trabalhando nesse local o maior tempo possível para não precisar continuar usando redes Wi-Fi diferentes.

5. Use um aplicativo antivírus em seu dispositivo

Usar um aplicativo antivírus é uma ótima maneira de proteger seus dispositivos e contas ao fazer login em uma rede Wi-Fi pública. O software verificará os arquivos e ajudará a detectar malware quando você estiver navegando na web. Também ajuda a impedir que hackers tenham acesso aos seus dados e detalhes da conta. 

Embora isso não garanta que os hackers não ultrapassem as medidas de segurança, ele fornece uma camada extra de proteção contra ataques maliciosos. Além disso, lembre-se sempre de atualizar seu aplicativo antivírus regularmente para se manter protegido.

6. Ative seu firewall

Um firewall é outro método para proteger seu dispositivo e contas ao se conectar a uma rede pública. Embora os firewalls não sejam infalíveis, eles podem bloquear conexões indesejadas e impedir que vírus entrem em seu sistema. Eles também permitem que você configure regras que determinam como o tráfego de entrada deve se comportar.

Você pode ativar seu firewall quando fizer login pela primeira vez em uma nova rede Wi-Fi. Uma vez ativado, ele mostrará automaticamente todas as atividades em seu computador. Se houver alguma ameaça detectada, ele o notificará exibindo uma mensagem de aviso.

7. Evite abrir e-mails e outras contas importantes

Enquanto estiver conectado a uma rede pública, é melhor evitar abrir e-mails e outras contas importantes. Isso pode expor informações confidenciais que podem ser usadas para hackear seu provedor de e-mail e outras contas. Em vez disso, salve esses documentos até fazer login novamente em uma conexão privada. Se você precisar enviar algo urgente, considere usar um serviço como Google Drive ou Dropbox em vez de enviar um documento por e-mail.

8. Tenha cuidado com os aplicativos de mídia social

Aplicativos de mídia social como Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat e outros são populares entre muitos usuários. Mas, eles também podem ser ferramentas úteis para hackers. Ao fazer login em um desses serviços enquanto estiver conectado a uma rede Wi-Fi pública, os hackers podem obter acesso ao seu perfil, fotos, vídeos, bate-papos e outras informações.

Ciberataques fazem parte do nosso dia a dia e na medida em que estamos migrando para uma sociedade cada vez mais conectada, a tendência é que eles aumentem. Saber como se proteger é fundamental para evitar dores de cabeça e inúmeros prejuízos.

Ficou com alguma dúvida sobre como utilizar um coworking para trabalhar? Entre em contato com a Hausen Coworking e venha conhecer o nosso espaço!

Recentes
Categorias
Post Recente
Precisa de um serviço?

O melhor espaço para a imaginação, para a criatividade e para o trabalho no ABC.

Links Úteis

Newsletter

Assine à nossa Newsletter para ficar por dentro de tudo que rola na Hausen.

Copyright © hausen coworking 2022  Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BUSINESS 6V.